quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Adeus 2010 ... OLÁ 2011!!!!!!!!!!!!!!!!!

O tempo passa depressa e damos conta disso quando olhamos para a agenda e não há dias "novos" e que temos de comprar uma nova agenda ... e mais uma ano passou.

Hoje vi um colega de liceu que já não via senão por fotos do facebook =) Esse meu colega foi pai há pouco tempo e falámos um pouco das novas aventuras da vida a 3 e da alucinação do primeiro mês. Enquanto falávamos fui revendo algumas coisas de que me lembrava dele: continua com grande sentido de humor; está mais calmo (era sempre chamado à atenção pois não parava quieto); sempre foi mais baixo do que eu mas vendo-o hoje parece mais baixo do que me lembrava (e não é dos saltos) ... e como uma amiga minha teve uma "pancada" por ele. O tempo passa realmente mas é giro rever caras do passado e saber que estamos por "aí", mas que estamos "bem".

Passem os anos mas que haja sempre um amigo que se cruze connosco e com quem se possa trocar umas palavras ...
Passem os anos mas quando fazemos o "balanço" haja sempre algumas coisas boas para se recordar e brindar ...
Passem os anos mas se consiga sempre rir mais que chorar ou que, pelo menos, que as lágrimas sejam de tanto rir ou daqueles momentos que fazem bem e que aquecem o coração!

Feliz 2011 ... e mais humanidade ... "you only live once" ;)


quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Balanço do ano II ...

Final do ano é época de balanço ... eu, para não fugir à regra, também estou em balanço. Depois de uns dias atribulados, de andar a bater com a cabeça nas paredes, nos quais me senti completamente perdida e sem que alguém me orientasse no caminho sinto-me agora mais "direita". Não quer isto dizer que já não me sinta perdida ... há respostas que ainda não tenho e, enquanto não as tiver vou ter de continuar "em busca". No entanto, e porque nem sempre venho "aqui" como escape das minhas neuras e frustações, tenho de afirmar que me sinto serena. É isso ... serena, em paz comigo mesma e com uma parte do mundo ;)
Hoje sinto-me bem ... é bom estar assim ... é bom terminar o ano assim ... é bom começar um novo ano assim!!!
Respiro devagar e sinto a cidade respirar comigo ... caminho pelas ruas quase desertas e balanço ao som do vento que passa enquanto que me fala ao ouvido: amanhã ainda vai ser melhor ... e eu acredito que sim!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Natal 2010

Sem paciência para vir aqui escrever ... tão simples quanto isto ...
Não sei se é do país ou se fui afectada pelo sentimento geral ... o que é certo é que me sinto em crise existêncial ou o que seja ... o que é certo é que há qualquer coisa que não está bem e eu tenho de conseguir dar a volta a isto ... não seja eu teimosa ;)
Bom, seja como for, e porque a época é de FESTA temos algo a celebrar: O Natal, o nascimento ... e porque não deixar-vos esta mensagem?

E é isto =) Um Santo Natal para todos e um excelente 2011

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Pensamentos dispersos de gente maluca II

Eu, que gosto imenso de me divertir, de rir, de conviver, passear, sair e estar com os amigos estou cada vez mais convencida que sou séria demais.
Desgasta-me a falta de inteligência e o oportunismo.
Desgasta-me que outros pensem que são os maiores e os mais espertos e que conseguem convencer os outros do que querem.
Desgasta-me que usem de previlégios que possuem para seu próprio proveito quando estes deveriam ser usados em proveito de quem realmente precisa.
O meu rosto é o espelho da alma e apesar de muitas vezes ter de ser socialmente correcta, porque é como tal que vivo, há coisas que ficam aqui "entaladas" e "corroem por dentro"... é que não "passam" mesmo!
Detesto injustiças!
Detesto ser acusada de uma coisa que não fiz e falaram coisas sobre mim e não me darem oportunidade de me defender!
O que fazer quando vemos uma coisa, estamos certas da verdade mas os outros não vêem? Às vezes até ponho em questão se sou eu ... até que acontece mais uma coisa e lá vem tudo de novo.
Há quem prefira não ver ... e ficar na ignorância!
Há quem não vê porque simplesmente não está atenta!
E depois dou conta que só posso ser eu que sou séria demais porque o mundo deve ser justo e esquemas obscuros e traições não são para mim ... Eu não sou pefeita e erro, dou as minhas "cabeçadas" na parede também! É que há coisas nojentas demais, tristes, más demais e gente que se presta a isso e que suja, conspurca e arrasta os outros para um caminho de onde não há volta ... e isso é triste, muito triste ... desilude!

Pensamentos dispersos de gente maluca

Há boas semanas e semanas ...
Há semanas em que tudo acontece ... e é bom!
Há semanas em que tudo acontece ... e é mau!
Há semanas em que nada acontece ... e é bom!
Há semanas em que nada acontece ... e é mau!


Nesta semana
... um telefonema ou mensagem que espero (e desespero) ... não aconteceu!
... um trabalho que tinha mesmo de terminar ... terminou!
... uma situação teve aprovação para ser regularizada ... e isso é bom!
... uma amiga está com um problema ... e isso é mau!
... um amigo desiludiu-me mais uma vez ... e está por um fio esta amizade!
... um amigo enviou uma mensagem no dia do seu aniversário que me emocionou ... e eu chorei!
... senti-me triste, sem esperança, desiludida, frustrada, com raiva, cansada e com dores da ginástica, ri dos disparates dos outros e disse outros tantos ...

Hoje, apetece-me sair daqui e dançar sem parar, estar com amigos e beber uns copos, ir ver o mar, ir até ao Cabo da Roca ou ao Cabo Espichel e gritarrrrrrrrrrrrrrrrr e chorar até esgotar as forças ... e ficar vazia para depois voltar cheia de "ar novo e puro" :S

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Vida

"(...)E a vida não vai parar
vai como o vento
tens tudo a dar
não percas tempo (...)"
Uiiiiiiii ... se formos por aí há tanta gente a ficar pelo caminho!

"Seize the day"
Acordemmmmmmmmmm

... todos estamos "cá" por uma razão e para fazermos parte de uma sociedade devemos ser interventivos, actuarmos ... "look things a different way" ... não passar ao lado e viver, viver cada momento como se fosse o último porque viver é

...VIVER!!!

E depois de tanta poesia termino com uma ainda mais inspiradora ... e há mulher que tenha dado maior exemplo de vida que Madre Teresa de Calcutá?

A vida é uma oportunidade, aproveita-a.
A vida é beleza, admira-a.
A vida é beatificação, saborei-a.
A vida é sonho, torna-o realidade.
A vida é um desafio, enfrenta-o.
A vida é um dever, cumpre-o.
A vida é um jogo, joga-o.
A vida é preciosa, cuida-a.
A vida é riqueza, conserva-a.
A vida é amor, goza-a.
A vida é um mistério, desvela-o.
A vida é promessa, cumpre-a.
A vida é tristeza, supera-a.
A vida é um hino, canta-o.
A vida é um combate, aceita-o.
A vida é tragédia, domina-a.
A vida é aventura, afronta-a.
A vida é felicidade, merece-a.
A vida é a VIDA, defende-a.

Ain't Got No / I Got Life

Ain't got no home, ain't got no shoes
Ain't got no money, ain't got no class
Ain't got no skirts, ain't got no sweaters
Ain't got no faith, ain't got no beard
Ain't got no mind

Ain't got no mother, ain't got no culture
Ain't got no friends, ain't got no schooling
Ain't got no name, ain't got no love
Ain't got no ticket, ain't got no token
Ain't got no God

What have I got?
Why am I alive anyway?
Yeah, what have I got?
Nobody can take away

I got my hair, I got my head
I got my brains, I got my ears
I got my eyes, I got my nose
I got my mouth, I got my smile

I got my tongue, I got my chin
I got my neck, I got my boobs
I got my heart, I got my soul
I got my back, I got my sex

I got my arms, I got my hands
I got my fingers, Got my legs
I got my feet, I got my toes
I got my liver, Got my blood

I've got life, I've got my freedom
I've got the life

I got a headache, and toothache,
And bad times too like you,
I got my hair, I got my head
I got my brains, I got my ears
I got my eyes, I got my nose
I got my mouth, I got my smile

I got my tongue, I got my chin
I got my neck, I got my boobies
I got my heart, I got my soul
I got my back, I got my sex

I got my arms, I got my hands
I got my fingers, Got my legs
I got my feet, I got my toes
I got my liver, Got my blood

I've got life, I've got my freedom
I've got life, I'm gonna keep it
I've got life, I'm gonna keep it

that is all right girl ... and I have got the strength!

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Obrigatório ver ...

Obrigatório ver o documentário "Uma na Bravo Outra na Ditadura" de André Valentim Almeida ... para mostrar uma "orgulhosa geração de 70: os trintões que afinal não são gente rasca"
... eu gostei e identifiquei-me com muita coisa ... afinal sou também uma "trintona" :)

Divagações na maionese III ...

Porquê esta música? Apetecia-me gingar contigo ;) ... tenho saudades de ti, de dançar ... Por onde andas? Dá-me vontade de usar as tuas palavras "porque é que a mentira não tem vergonha?" É que elas podem ser usadas com tantos sentidos ... a ti pergunto-te o que é que eu sou? :) Não fujas às questões ... ahahaha ... assim não vale ;P

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Divagações na maionese II ...

Não voltes a dizer ...
Não prometas nada ...
Não me dês esperanças ...
Não alimentes as minhas expectativas ...
... eu sou uma eterna sonhadora e o tempo ainda não me fez aprender que estar pode não ser para sempre e que viver pode ser uma simples aventura ...
... eu creio no sempre ...
... eu acredito no amor ...
... apesar de ver quem engana e permanece ao lado do anel ...
... apesar de ver quem engana e permanece do lado de fora da prisão ...
... apesar de ver quem mente e permanece como quem fala a verdade ...
... apesar de ser enganada e saber que o está a ser eu vou deixando ...
Custa-me cada vez mais acreditar nos homens ...
eu queria, eu queria ... para ser feliz!

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Saí ...

Saí da cidade ...
meti pés a caminho (literalmente) e fiz-me à estrada ...
perdi a noção do dia da semana, das horas ...
apanhei chuva (muita chuva) e o sol sorriu ...
deixei pegadas na lama e caminhei, caminhei e nunca desisti ...
senti dores no corpo e houve noites em que dormi no chão ...
senti o silêncio e o ruído da cidade ...
senti a natureza e senti-me em paz comigo mesmo e com a Terra.
Regressei à cidade, ao trabalho, à confusão ...
dormi uma bela noite de sono ...
mas permaneço em paz comigo mesma ...
mas com o estado desta nação é que não!

Tenho sede

Traga-me um copo d'água, tenho sede
E essa sede pode me matar
Minha garganta pede um pouco d'água
E os meus olhos pedem teu olhar

A planta pede chuva quando quer brotar
O céu logo escurece quando vai chover
Meu coração só pede teu amor
Se não me deres, posso até morrer

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Para a "caixinha das recordações"

Alinhamento de um dos melhores concertos da minha vida:

1. The Return of The Stingray Guitar
2. Beautiful Day
3. I Will Follow
4. Get On Your Boots
5. Magnificent
6. Mysterious Ways
7. Elevation
8. Until The End Of The World
9. I Still Haven't Found What I'm Looking For
10. North Star
11. Mercy Play
12. In A Little While
13. Miss Sarajevo
14. City Of Blinding Lights
15. Vertigo
16. I'll Go Crazy If I Don't Go Crazy Tonight
17. Sunday Bloody Sunday
18. MLK
19. Walk On

Encore 1
20. One
21. Where The Streets Have No Name

Encore 2
22. Hold Me, Thrill Me, Kiss Me, Kill Me
23. With Or Without You
24. Moment of Surrender

Foi assim dia 2 de Outubro ... Coimbra teve mais encanto, sem ser na hora da despedida ... e eu cantei, pulei e dancei até à exaustão ... valeu a pena todo o esforço ... contra ventos e tempestade eu estive lá e diverti-me muito ;)

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Muitas mudanças ...

De vez em quando é necessário mudar!
Quando caímos na rotina e tudo é feito automáticamente é sinal de que precisamos inovar, surpreender(-nos) para não cairmos no marasmo ... pelo menos eu tenho essa necessidade!
Estas férias foram marcadas por muitas mudanças!
Primeiro que tudo férias são sinal de mudança de "ares" ... e isso, por si só, é melhor que o efeito de alguns medicamentos. É claro que isto é necessário porque estamos "doentes", o que normalmente acontece quando não estou de férias quase desde o ano passado, ou seja, na véspera de férias já estou normalmente quase a atingir um estado de completa "loucura" ;)
As férias foram boas mas terminam sempre muito, muito depressa...
Mas ultimamente as mudanças na minha vida não estão associadas apenas às férias ... é que mudou tudo! O quê? A casa, mudei de casa ... e pode-se dizer que ainda não parei! Todos os dias tenho "trabalhos de casa" para fazer e não sei como é que estes "aninhos" de vida deram para acumular tanta coisa (que não sei onde arrumar).
Às vezes ando à procura de uma coisa que não sei onde está, outras aparece algo que não sabia que tinha ... é bom mudar mas ando cansadaaaaaaaaaaa e a precisar de férias!
Mudar é bom sim mas ... tem dias ;)

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Noites de insónias ...

Com o calor que tem estado tenho dormido de janelas abertas ... para ver se "corre" algum ar. Fechar as janelas transforma a casa numa sauna e, por isso esta será sempre uma boa solução, uma vez que também não há ar condicionado lá em casa (quanto muito uma ventoinha?). Com este calor insuportável e as janelas abertas o que acontece? Acordar a meio da noite com o ruído lá de fora e ficar ali uma hora ou mais às voltas ... as belas das insónias!

E quais os sons do "silêncio" da noite?
Vozes de gente que anda na rua, que vem da night ou que passa, simplesmente...
... rádio táxis ...
... música dos carros que passam (as chamadas discotecas ambulantes) ...
... uma mota a acelerar ...
... tudo incomoda e quando o corpo está muito, muito cansado e não se consegue dormir é desesperante ... eu tenho muitoooo sono!

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Acto ...

... criminoso,
... intencional,
... estúpido,
... egoísta,
... de pura loucura.
Isto é o que penso cada vez que, na hora do noticiário,
vejo imagens como estas:

Como é impressionante a maldade humana!

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Se cuidas de mim ... verbo CUIDAR!!!

Se cuidas de mim eu cuidarei de ti ... é uma verdade!

E eu gosto que também cuidem de mim ... quem não gosta?

Cuidar ... cuido dos "meus", ou seja, família, amigos ... e os "amores", sejam eles do passado, presente ou futuro, pois nunca deixarão de ser do coração (há sempre qualquer coisa que fica, há sempre algo que os torna ou tornou especiais - nem que tenha sido um dia)


Cuidar ... acarinhar, enroscar-se noutro, um "cafuné", estar atento, dar uma mão ou um abraço, um puxão de orelhas ou um beijo, para os bons e maus momentos ... isso é cuidar!


Se cuidas de mim

Se cuidas de mim eu…
eu cuido de ti também
Dentro da minha mão
eu guardo-te bem
Se amarmos do principio
se perdermos tudo outra vez
vou marcar-te bem
como um sonho vão
dentro da minha mão

Se cuidas de mim
eu cuido de ti também
Se vens em paz
eu venho por bem
Se formos bebendo o chão deste caminho
vou guardar-te bem
agora que sei
que não vou sozinho.

por isso vem…
Há uma praia depois sombra
uma clareira para iluminar
Há um abrigo no meio das ondas
tudo é caminho para iluminar
Por isso vem.

Poema do desamor

Desmama-te desanca-te desbunda-te
Não se pode morar nos olhos de um gato

Beija embainha grunhe geme
Não se pode morar nos olhos de um gato

Serve-te serve sorve lambe trinca
Não se pode morar nos olhos de um gato

Queixa-te coxa-te desnalga-te desalma-te
Não se pode morar nos olhos de um gato

Arfa arqueja moleja aleija
Não se pode morar nos olhos de um gato

Ferra marca dispara enodoa
Não se pode morar nos olhos de um gato

Faz festa protesta desembesta
Não se pode morar nos olhos de um gato

Arranha arrepanha apanha espanca
Não se pode morar nos olhos de um gato


Alexandre O’Neill [1924 - 1986], in “Dezanove poemas” [1983]

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Duo Ouro Negro ... Muxima ...

Pode parecer que não tenho nada para dizer mas oiçam bem esta música ...
linda, não é? ... enviada por um amigo meu ... diz muito mais do que se pensa ;)
Um projecto interessante e uma justa homenagem a um grande grupo ... e já agora, e a título de curiosidade, vejam o original (um bónus de 3 músicas) e digam lá se eles não dão uma grande lição a muitos grupos e bandas actuais!? Grande estilo ... "Mulowa" espectacular ... excelentes vozes ... muita alma :)

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Era uma casa ...

"Era uma casa muito engraçada, não tinha tecto não tinha nada ..."

... e podíamos ficar por aí se isto não estivesse a acontecer no prédio onde moro e se eu tivesse achado piada ao "simples" facto de que ninguém foi avisado que as obras íam começar na segunda ... esta segunda que passou.

E mais não digo porque há outros pormenores de que nem vale a pena comentar! Regras? É só para os outros ... direitos e deveres são só os nossos para com os outros ... sem comentários!

terça-feira, 27 de julho de 2010

Obrigada ...

Não querendo me tornar repetitiva mas já sendo ... é nas alturas em que a vida nos dá umas "patadas" (a vida não, algumas pessoas, não é verdade?) que é bom sentir a presença de quem nos quer bem e sentirmo-nos lembrados ... hoje (e mais uma vez) tive três excelentes surpresas ... sinto-me muito, muito bem e só tenho de agradecer ao H. que almoçou comigo (gostei muito de estar contigo ... finalmente almoçámos "melga"), ao M. que vi encontrei depois de almoço (os "acasos" fizeram-nos "cruzar" na hora e local certo) e ao C. que me ligou agora (por estar com curiosidade em saber por onde andei este fim-de-semana e se ter preocupado comigo) ... muito obrigada. Um beijo enorme e muito especial para cada um de vocês :)

Pele ...

Apareceu ainda agora este vídeo, colocado por uma amiga minha no seu fb, e eu comecei a ouvi-lo. Esta música arrepia-me sempre e faz-me sempre fechar os olhos e imaginar no toque de uma mão a percorrer o meu corpo ... se há músicas da pele, esta é uma delas ... if you know what I mean ;)

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Descobertas



Uma descoberta musical ... gostei, gostei ;)

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Desabafos 4 ...

Está aqui uma melga na sala ... já não me bastava ser sexta e apetecer sair porta fora ... agora mais um para ajudar à festa ... é que não consigo trabalhar e ele não se cala. É o que acontece quando uma "visita se instala" ... este já cá está desde as 14h, eram 15h quando ele disse a primeira vez que se ía embora e já são quase 17h ... aiiiiiiiiiiiiiiiii a minha vida!!!

Desabafos 3 ...

Então é isto ...

... ginga o corpo e vai .. afinal hoje é sexta ... "vai, vai, então deixa!" ;)

Desabafos 2 ...

Das coisas que me dão mais força? É quando, em momentos em que te sentes "down" alguém, que tu não estavas à espera, te surpreende ... ou porque te envia uma mensagem, ou porque te liga ou porque vês e não vias à algum tempo e te diz algo que te faz ficar sentir bem e que és muito mais do que te querem fazer pensar... e que tu vales a pena.
Hoje tive essa sorte e fui agradavelmente surpreendida por mais de uma pessoa ... posso considerar-me uma sortuda :)

Desabafos ...

Posso só desabafar uma coisa? Posso? Não suporto homens cobardes que não conseguem dizer as coisas na cara e que, ainda por cima, se desculpam com os outros ... neste caso com a mulher (isso é ainda pior como se ele, conhecendo-o eu tão bem como o conheço, e se quisesse mesmo, não tinha de me vir com essas desculpas esfarrapadas). Não quer? Olha a pena ... e em vez de falar comigo, cara a cara, "apanha-me" no chat do fb e "lança" a conversa ... realmente é mesmo criançola.
Desculpem a interrupção para o desabafo ... a emissão segue dentro de segundos :)

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Palavras soltas ao vento ...

Uma música tirada mesmo do fundo do baú e foi alguém que a foi buscar por mim ... eu limitei-me a ouvi-la ... e depois comecei a pensar.
Fantástico como uma letra diz mesmo qualquer coisa e uma música não é só uma melodia para "ocupar" tempo ... a música tem para mim uma grande importância pois revela estados da alma. Posso não escrever nada de jeito mas se coloco aqui uma música ela revela muito mais do que possa dizer. Shiuuuuuuuu vamos fazer silêncio e ouvir ;)

O silêncio, deixa-me ileso
E que importância tem?
Se assim, tu vês em mim
Alguém melhor que alguém
Sei que minto, pois o que sinto
Nao é diferente de ti
Não cedo, este segredo
E frágil e é meu

Eu não sei...
Tanto, sobre tanta coisa
Que às vezes tenho medo
De dizer aquelas coisas
Que fazem chorar

Quem te disse, coisas tristes
Não era igual a mim
Sim, eu sei, que choro
Mas eu posso, querer diferente pra ti

Eu não sei...
Tanto, sobre tanta coisa
Que às vezes tenho medo
De dizer aquelas coisas
Que fazem chorar
E não me perguntes nada
Eu nao sei dizer...

Eu não sei dizer, Silence 4

terça-feira, 20 de julho de 2010

História sem sentido ...

Um homem de pele bem morena, de blusão de cabedal preto, montado na sua mota olhou de soslaio e arrancou um suspiro a uma mulher que por ele passava (que era eu).
Tudo seria como um filme não fosse o facto de não haver um "FINAL FELIZ" pois ambos seguiram o seu caminho separadamente ...
Isto acontece tantas vezes na vida ... cruzamo-nos diáriamente com pessoas e o nosso olhar fica "lá atrás" ... o flirt é emocionante e faz bem ao ego. Por vezes pensamos: um destes nunca me "vem parar ao prato", é só para olhar. Outras vezes pensamos como era bom que "uns segundos contigo" se transformasse num "para a vida" :)
O Verão dos corpos morenos, o convívio em esplanadas e o encontro de amigos ... tudo estimula a líbido ... viva o Verão ;)

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Quero ...

Segunda-feira ...

... uma vontade irresistível de não estar aqui
... sair, pegar no carro e ir sem sentido.


Há tanto para ver, tanto para conhecer, tanto para se viver ... e está lá tudo fora. Aqui parece que o ar está viciado, que as pessoas estão a envelhecer e a enlouquecer ... eu não quero ficar como elas.


Quero ir acima de uma montanha e gritar com todas as minhas forças até a minha voz me falhar ... e assim "expulsar" todos os fantasmas.


Quero ir para o meio do campo, no meio do verde, caminhar, caminhar, caminhar, fechar os olhos e inspirar o ar puro da natureza.


Quero mergulhar no mar e deixar-me embalar nas ondas ... e sentir o cheiro a maresia.


Quero, quero, quero tanto ... viver a vida que está lá fora.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Quem disse que era fácil?

Resumo dos últimos dias:
- Minutos antes de sair para a Festa de uns amigos recebo um telefonema a dizer que uma pessoa muito querida da minha familia foi para o Hospital ...
- No dia seguinte fico a saber que um amigo, que considero como família, vai ser operado e que se suspeita que é bastante grave ...
- A meio da semana fico a saber que a mãe de uma amiga faleceu ...

... falta acontecer mais alguma coisa?!

Ontem fico a saber que a minha tia está a melhorar, que afinal parece que não é tão grave a doença desse amigo ... e que vai recomeçar algo que vai transformar um pouco a minha vida ...

A vida é surpreendente e leva-nos a estados de alma completamente opostos em segundos ... da dor ao riso, tudo se pode transformar ... há que viver e saborear todos os bons momentos!!!
E já vos disse que ontem comi "assim" um gelado enorme?! ... e não fiquei com a consciência pesada, nada disso, soube-me tão bem ... há prazeres na vida melhores que este? Há, claro que há, mas ontem foi o dia do "ice moment" ... de saborear um destes ... e "mai" nada ;)
Um bom fim-de-semana para todos :)

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Not afraid

Yeah, It's been a ride...
I guess i had to go to that place to get to this one
Now some of you might still be in that place
If you're trying to get out, just follow me
I'll get you there

Hook)

I'm not afraid to take a stand
Everybody come take my hand
We'll walk this road together, through the storm
Whatever weather, cold or warm
Just let you know that, you're not alone
Hola if you feel that you've been down the same road


(Verse 1)

You can try and read my lyrics off of this paper before I lay 'em
But you won't take this thing out these words before I say 'em
Cause ain't no way I'm let you stop me from causing mayhem
When I say 'em or do something I do it, I don't give a damn
What you think, I'm doing this for me, so fuck the world
Feed it beans, it's gassed up, if a thing's stopping me
I'mma be what I set out to be, without a doubt undoubtedly
And all those who look down on me I'm tearing down your balcony
No if ands or buts don't try to ask him why or how can he
From Infinite down to the last Relapse album he's still shit and
Whether he's on salary, paid hourly
Until he bows out or he shit's his bowels out of him
Whichever comes first, for better or worse
He's married to the game, like a fuck you for christmas
His gift is a curse, forget the earth he's got the urge
To pull his dick from the dirt and fuck the universe

(Hook)

I'm not afraid to take a stand
Everybody come take my hand
We'll walk this road together, through the storm
Whatever weather, cold or warm
Just let you know that, you're not alone
Holla if you feel that you've been down the same road

(Verse 2)
Ok quit playin' with the scissors and shit, and cut the crap
I shouldn't have to rhyme these words in the rhythm for you to know it's a rap
You said you was king, you lied through your teeth
For that fuck your feelings, instead of getting crowned you're getting capped
And to the fans, I'll never let you down again, I'm back
I promise to never go back on that promise, in fact
Let's be honest, that last Relapse CD was "ehhhh"
Perhaps I ran them accents into the ground
Relax, I ain't going back to that now
All I'm tryna say is get back, click-clack BLAOW
Cause I ain't playin' around
There's a game called circle and I don't know how
I'm way too up to back down
But I think I'm still tryna figure this crap out
Thought I had it mapped out but I guess I didn't
This fucking black cloud's still follow's me around
But it's time to exercise these demons
These motherfuckers are doing jumping jacks now!

(Hook)

I'm not afraid to take a stand
Everybody come take my hand
We'll walk this road together, through the storm
Whatever weather, cold or warm
Just let you know that, you're not alone
Holla if you feel that you've been down the same road

(Bridge)

And I just can't keep living this way
So starting today, I'm breaking out of this cage
I'm standing up, Imma face my demons
I'm manning up, Imma hold my ground
I've had enough, now I'm so fed up
Time to put my life back together right now

(Verse 3)

It was my decision to get clean, I did it for me
Admittedly i probably did it subliminally for you
So I could come back a brand new me, you helped see me through
And don't even realise what you did, believe me you
I been through the ringer, but they can do little to the middle finger
I think I got a tear in my eye, I feel like the king of
My world, haters can make like bees with no stingers, and drop dead
No more beef flingers, no more drama from now on, I promise
To focus soley on handling my responsibility's as a father
So I solemnly swear to always treat this roof like my daughters and raise it
You couldn't lift a single shingle lonely
Cause the way I feel, I'm strong enough to go to the club
Put a ??? and lift the whole liquor counter up
Cause I'm raising the bar, I shoot for the moon
But I'm too busy gazing at stars, I feel amazing and

(Hook)

I'm not afraid to take a stand
Everybody come take my hand
We'll walk this road together, through the storm
Whatever weather, cold or warm
Just let you know that, you're not alone
Holla if you feel that you've been down the same road

Not afraid, Eminem

Eu, que até nem gosto muito de Eminem, ouvi esta música ontem na televisão e as palavras ficaram por aqui a ecoar na cabeça ... He is not afraid? Neithter do I, neither do I ;)

A cada cabeçada dada, a cada desilusão ou dificuldade da vida, mais força, menos receio ... e um passo em frente, com mais segurança!!!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Pequenos instantes ... que sabem a pouco

Eu sei que tem estado muito calor, por isso é que cruzar-me com um homem, ao final do dia, e sentir o cheiro do seu perfume durante alguns passos, é muito melhor que qualquer momento "Impulse" ... e cheirava muito melhor, garanto ;)
Ainda por cima quando ele tem bom aspecto e retribuí o olhar ... é que apetece mesmo levar para casa ai ai :)

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Conselho ...

... porque às vezes a vida não passa de um samba ... dança e afoga as mágoas numa caipirinha ;)

"Deixe de lado esse baixo astral
Ergua a cabeça enfrente o mal
Agindo assim será vital para o teu coração
É que em cada experiência se aprende uma lição
Eu já sofri por amar assim
Me dediquei mas foi tudo em vão
Pra que se lamentar
Se em tua vida pode encontrar
Quem te ame com toda força e ardor
Assim sucumbirá a dor
Tem que lutar
Não se abater
Só se entregar
A quem te merecer
Não estou dando nem vendendo
Como o ditado diz
O meu conselho é pra te ver feliz

Deixe de lado esse baixo astral
Erga a cabeça enfrente o mal
Que agindo assim será vital para o seu coração
É que em cada experiência se aprende uma lição
Eu já sofri por amar assim
Me dediquei mas foi tudo em vão
Pra que se lamentar
Se em sua vida pode encontrar
Quem te ame com toda força e ardor
Pois só Assim sucumbirá a dor (tem que lutar)
Tem que lutar
Não se abater
Só se entregar
A quem te merecer
Não estou dando nem vendendo
Como o ditado diz
O meu conselho é pra te ver feliz"

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Receitas

Vocês não imaginam a minha figura ontem no supermercado enquanto andava às compras para este fim-de-semana. Digamos que, eu e uma amiga, não passávamos despercebidas ... e não era por estarmos divinais e sermos "podres de boas". Não, a realidade era que quem olhava para o nosso carro de compras não ficava indiferente. Eis algumas dicas da verdadeira "receita" de um carrinho de compras para um fim-de-semana com um grupo de amigos ... é qualquer coisa como isto:
- Primeiro forra-se o carro com bastante álcool e, para disfaçar, um garrafão de água e leite;

- Depois pensa-se em alguma comida, em quantidades industriais ... e não esquecer alguns snacks para "entreter" o estômago e acompanhar a cerveja;

- Por fim pondera-se um pouco na linha e junta-se também alguns alimentos saudáveis ... fruta, não esquecer a fruta;

- Verificar mil e uma vezes a lista, para ver se não se esqueceu de nada, e compõem-se o monte, tentado que nada vá parar ao chão, ... aconselha-se uma mão de cada lado do carro ... para amparar dá um certo jeito;

- Arrasta-se (empurra-se com uma certa força mesmo) o carro até à caixa e vê-se a conta aumentar substancialmente, à medida que se vai passando cada item ... quando se paga dá um nó na garganta e pensa-se na crise;

- No final enche-se um porta-bagagens e vamos de carteira vazia para casa, mas com a sensação de que está perto e que, depois de tantos planos, é já hoje ;)

Hoje quando cheguei ao trabalho vi o email de um amigo a confirmar marcação de um restaurante para jantarmos amanhã ... mas perguntam vocês: "Mas tu não foste comprar comida ontem?" Sim ... mas é só para algumas refeições ... vocês acham que somos escravos e que vamos passar o fim-de-semana encostados ao fogão? "Então e as compras?" É só para algumas refeições que o pessoal é fraco e precisa de alimento ;P

Fim-de-semana ... quase, quase :)

Fuga - Acto ou efeito de fugir; retirada rápida; fugida; evasão


... ou seja, eu vou mesmo é "dar de frosques" num fim-de-semana que será de “dolce fare niente” ;)


... é isso que vai acontecer ... já não falta muito ...

... e tenho uma destas à minha espera ;D

quinta-feira, 1 de julho de 2010

The end

And now for something completely different :)

I will always miss you my darling ... I still love you blue eyes!!!

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Olha que tu ...

Resumindo e baralhando e indo directamente ao assunto e sem passar pela censura:
Há os que fazem merda da grossa ...
Há os que são fofoqueiros e vão espalhar a notícia ...
... deu asneira ... claro
... e não querendo ficar mal na figura os fofoqueiros dizem que não foram eles que viram que falaram e sim os outros
... e quem se queima sou eu que não mexi uma palha, nem a tenho no bolso, nem ateei a fogueira ... afinal alguém tem de ser o bode espiatório ... "você é o elo mais fraco adeus" ... raios ... eu quero lá saber ... nem tenho nada a ver com esse assunto ... realmente haja paciência!!!
Se na realidade fez ou não merda é lá com ele, com eles ... são felizes!? Ainda bem ... agora não me coloquem no meio de novelas venezuelanas ... eu que sempre quis o bem deles ... não tem sentido, não tem sentido!

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Yessssssssssss

Acabadinha de chegar uma excelente notícia ... ainda bem que isto ultimamente foi lançado muito calhau aqui ao "estaminé" ... PARABÉNS aos meus pais ... eles merecem ... eles não gostam assim muito de Sérgio Godinho mas esta letra vale a pena ... é grande, é para eles hoje: "Hoje é o primeiro dia do resto da vossa vida" :)

Inesperado

O que acontece quando um dos teus melhores amigos, aqueles da vida, de sempre e para sempre te desilude grandemente? É um murro no estômago a seco que te derruba ... sometimes lifes sucks!!!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Mudanças

Aproximam-se tempos de mudanças na minha vida ... algo de bom, muito bom ... de vez em quando é bom alterar as coordenadas do GPS ;)


Espírito positivo ... e venham lá esses tempos de mudança ... eu mereço!!!




Resumo do Santo António

Este ano eu e os meus amigos decidimo-nos por uma coisa um pouco mais calma. Vários foram os anos que subía desde o Martim Moniz, a pé, até ao Castelo ... corria tudo, da Mouraria a Alfama, passando por miradouros, pela Sé, portas do Sol, descendo até ao Campo das Cebolas e depois voltava outra vez. A noite acabava, ou melhor, o dia começava subindo a pé a Av. Almirante Reis, com paragem obrigatória pelas fábricas de pão ...

Desta vez Sta. Engrácia ... e já crianças presentes ... mas nem por isso menos diversão. A noite terminou mais cedo para uns (paternidade a quanto obrigas) mas continuou para os outros ... sempre animada. Foi tanta a festa, foi tanta a dança que torci o tornozelo e ando com meia elástica na "patita" ... raios da PDI que começa a chegar. Antigamente isto não acontecia ... hoje já está combinada uma ida a outro Arraial ... como vai ser? Não há dança? Estou tramada ... venha de lá mais uma sangria para afogar as mágoas :P


segunda-feira, 7 de junho de 2010

Proposta

Uma proposta ... aliás, várias propostas ... vale a pena arriscar conhecer :)

http://http://www.festasdelisboa.com/?t=home

Pensamentos

"O mundo pertence a quem se atreve e a vida é muito para ser insignificante. "
Charles Chaplin
Eu atrevi-me, eu atrevo-me cada vez ... para que a minha não seja insignificante ... e monótona :)

quinta-feira, 27 de maio de 2010

:(

Hoje estou numa tristeza daquelas ... porque mais uma vez meti o pé na poça.
Livrei-me do passado ... e já curada deixei-me envolver numa história que cada vez mais prevejo sem futuro ... é mais uma cabeçada :/

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Ai, ai, ai ...

Isto anda de mal a pior ... primeiro era muito certinho e vinha aqui colocar alguns pensamentos e desabafos ... depois começou a faltar tempo e comecei a falhar e agora passo temporadas "fora" ;P
Ponham-me na linha por favor ...

segunda-feira, 8 de março de 2010

Fim-de-semana

Este fim-de-semana tive um dos maiores sustos da minha vida ... tal como um castelo de cartas quase que vi a minha vida desmoronar-se à minha frente ...

Regresso ...

Um mês e uns dias desde a última públicação ... é tanta coisa que se passou. Tempo que passou rápido, muita coisa para fazer, chatices e alguns problemas não me permitiram andar por aqui ... mas acho que a pouco e pouco isto vai ao lugar ... assim espero :)

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

E tu? Como queres começar viver o teu dia?

No dia em que colocámos o filme da nossa última missão online, recebi um email de um amigo que me surpreendeu e me deixou feliz.

Contava-me ele que há uns tempos tinha recebido um email de uma amiga a relatar uma experiência que tinha vivido à saída do metro. Essa experiência não era nem mais, nem menos que a missão Como Queres Começar o Teu Dia?

Ele partilhou comigo o email e eu pedi à autora (Mariana) que me deixasse publicá-lo no nosso blog.

Aqui está o email. É longo, mas vale muito a pena. Percebe-se bem o impacto que a missão teve numa pessoa que nos era totalmente desconhecida.


Hoje acordei mal disposta, com preocupações e um coração pesado por uma série de coisas. Olhar para o céu cinzento e tristonho também não ajudou!

À medida que me preparava para vir trabalhar, como todos os dias, tentava encontrar força para dar a volta e alegria para ter um bom dia, mas estava complicado. Dei-me conta de como às vezes é difícil lutar contra momentos de tristeza muito fortes, por muita vontade que tenhamos de estar noutra disposição. Fui apanhar o metro em Sete Rio, como todos os dias, que estava abafado e barulhento e anónimo, como sempre, e saí na Baixa-Chiado, sem sequer pensar, por hábito.

Quando me estava a aproximar daquele lanço infindável de escadas que sobe até ao Largo do Chiado, dei por algo diferente na “paisagem” do túnel que vejo todos os dias: estavam três pessoas, umas atrás das outras, um bocado separadas, antes do princípio das escadas, com folhas brancas levantadas, e algo escrito nelas, para que se lesse. Diziam:

COMO

QUERES

COMEÇAR O DIA?

Intrigou-me, e logo ali começam a passar-me explicações pela cabeça, o que será isto? Porquê? Para quê? Quem são estas pessoas? De onde vêem e o que é que isto significa? É religioso? É uma campanha publicitária qualquer? Estão a ser pagos?

Simplesmente, estavam os três muito bem dispostos e simpáticos, não se limitavam a segurar nas folhas mas sorriam, reagiam às nossas reacções…

Sobe as escadas e, no primeiro lance, mais pessoas… uma de cada lado, um rapaz a falar com umas senhoras, uma rapariga a dar-nos um papelinho pequenino a cada um, com o mesmo espírito acolhedor:

BOLETIM DE VOTO

O que é isto? Voto? Isto é político? Que misturada é esta? Intervenção? De quem? Para quem?

Mas, no meio destas perguntas que me apareciam na cabeça, quase por impulso, dei por mim a sorrir com tanta força! Parecia até que a minha cara, que já estava programada para um dia triste, descaído, sem muitas expressões faciais, estava a fazer um esforço tremendo, como quando vamos fazer exercício e há séculos que não fazemos e estamos enferrujados e nos custa ridiculamente mais!

E as escadas rolantes avançavam sempre (são uns 4 lances até chegar ao topo), e lá estava outro no meio:

AINDA TENS O TEU BOLETIM DE VOTO?

E os músculos da cara esticam mais, alongam-se, desprendem-se, numa ginástica facial tremenda – um simples sorriso, que hoje parecia custar tanto.

Outro lance, outra pessoa, outro acolhimento simplesmente tão genuíno:

FALTAM 150 METROS PARA DECIDIRES

E

FALTAM 50 METROS PARA DECIDIRES

Sentia uma antecipação, uma curiosidade enormes! Sentia um burburinho interior nas pessoas ao meu lado, à minha frente, atrás de mim, e senti uma ligação enorme, subitamente, a estes estranhos que estavam a experimentar o mesmo que eu, que por isso se tornaram tão claramente familiares, companheiros, irmãos num caminho rolante eléctrico…

Quando chegamos ao topo das escadas rolantes, uma folha na parede à nossa frente:

É AGORA!

E uma seta para baixo.

Três pessoas, em três atitude totalmente diferentes, cada uma com uma urna de voto à sua frente:

- um com ar pensativo, meio filosófico, distraído, com uma bóina e uma tshirt às riscas;

- um sentado no chão de costas viradas para nós, cabeça baixa, numa atitude totalmente fechada que me angustiou muito de tão forte que era a imagem do seu corpo apequenado, no chão, todo virado para dentro), de camisola preta;

- e um alto, de pé, bem direito, de braços largamente abertos, sorriso, e um chapéu amarelo e encarnado, com enfeites, com camisa de tons claros, emanando alegria, boa disposição, força, virado e aberto para nós.

Votámos, escolhemos.

E, nas escadas que saem do metro para o Chiado e o mundo real o dia de cada, deram-nos um quadradinho de papel, dizendo “Bom dia!”.

BOM DIA

(passa a outro e não ao mesmo)

Saí para a rua com um sorriso de orelha a orelha, e só tenho pena de não ter dado o abraço que me apeteceu dar o rapaz dos braços abertos, e agradecer profundamente.

Fez toda a diferença, mudou a minha perspectiva do dia e deu-me outro alento.

As escadas rolantes que são uma rotina de todos os dias, de todas as semanas, de todos os meses e anos destas vidas – e da minha vida nos últimos seis meses -, tornaram-se numa aventura, num processo, numa transformação.
O dia cinzento, triste, dificil que eu tinha pela frente quando acordei ganhou uma cor totalmente inesperada. Peguei no cinzento e moldei-o, fi-lo meu e, aceitando a tristeza que carrego neste momento, voltei a virar-me de frente para o mundo e pintei o meu dia de rostos desconhecidos, de chapéus amarelos e encarnados com coisas espetadas, do sorrisos e braços tão abertos, de BOM DIAs.

Desculpem-me o comprimento do email, mas senti que era de partilhar.
Melhor que um bom dia assim, só nos encontros!

Como estão?

COMO QUERES COMEÇAR / CONTINUAR / VIVER O TEU DIA?

Mariana Spratley“

ver em http//www.marar.eu/

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Aviso à navegação

A mensagem anterior pode ser considerada um pequeno desabafo ... posso garantir que o dia correu muito bem ... e até teve direito a uns raios de sol!!!


Telhados de vidro

Mau é quando uma pessoa sabe que está a ser enganada e deixa, porque não consegue "mandar tudo para o ar" e virar costas ... mas para já e para manter o meu equilíbrio mental é o que estou a deixar acontecer ...

Uma ou duas coisas tenho eu a certeza: não é isto que eu quero ... e ninguém pode falar de ninguém porque um dia arrepende-se ... todos temos os nossos telhados de vidro!


quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Divagações na maionese ...

Já agora é só para dizer que este tem sido o pior dia do ano até agora ... até agora tenho andado super positiva mas hoje senti que algo está a mudar e eu não estou a gostar nada de para onde isto está a virar ... estão-me a faltar as forças mas não pode ser ...

Traços e sentidos - 1 ano

Fez ontem um ano que iniciei este blog ... aqui estão os desabafos e disparates que escrevo, alguns "traços e sentidos", certos ou errados ... são os meus e por este que foi o caminho de um ano: Parabéns a mim!!!

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Balançar

Pedes-me um tempo,
para balanço de vida.
Mas eu sou de letras,
não me sei dividir.
Para mim um balanço
é mesmo balançar,
balançar até dar balanço
e sair..

Pedes-me um sonho,
para fazer de chão.
Mas eu desses não tenho,
só dos de voar.

Agarras a minha mão
com a tua mão
e prendes-me a dizer
que me estás a salvar.
De quê?
De viver o perigo.
De quê?
De rasgar o peito.
Com o quê?
De morrer,mas de que paixão?
De quê?
Se o que mata mais é não ver
o que a noite esconde
e não ter
nem sentir
o vento ardente
a soprar o coração...

Pedes o mundo
dentro das mãos fechadas
e o que cabe é pouco
mas é tudo o que tens.
Esqueces que às vezes,
quando falha o chão,
o salto é sem rede
e tens de abrir as mãos.

Pedes-me um sonho
para juntar os pedaços
mas nem tudo o que partes
e volta a colar.

E agarras a minha mão
com a tua mão e prendes-me
e dizes-me para te salvar.
De quê?
De viver o perigo.
De quê?
De rasgar o peito.
Com o quê?
De morrer,
mas de que paixão?
De quê?
Se o que mata mais é não ver
o que a noite esconde
e não ter
nem sentir
o vento ardente
a soprar o coração.